sexta-feira, 2 de maio de 2014

"VOLÚPIA"




Deserto denso,
na solidão do quarto
imagino,penso.

Teu corpo nu,
entrelaçado em mim
disseminando prazer.

Revelando desejos,
sagrado ensejo
em afagos e beijos

Jogados pelos anjos
aos encantos deste fogo
tentados a não resistir.

Volúpia instintiva
introspecção de nós dois
gemidos miúdos sem voz.

Na beira do abismo
sob as bençãos de vénus
entregues ao amor.

Reginaldo 01/05/2014

Nenhum comentário:

Postar um comentário