sexta-feira, 30 de maio de 2014

"INDUZIDO AO VOO"


No vazio da alma escura,
ante ao aparente abismar,
resiliente asas e voo imaginários.

Alçam pra fora tentando fuga do que machuca,
das maculas do tempo,
num sublime flutuar pro dia,
da alma pra poesia.



Reginaldo 3052014

Nenhum comentário:

Postar um comentário