"FEITIÇO DE ÁQUILA"


O jardim onde semeei primavera,
ha muito outonou.

Onde o verde e as flores jardinavam,
desertificou.

Quando esperava o calor do verão,
inverno frio,solidão a dois.

Faltou regar,faltou a chuva,
faltou água,as fases da lua.

Sobrou lagrimas,fartou choro,
excesso e decepções.

No canteiro das flores,
nasceu "não me toques".

Somos dois estranhos,
separados por um encanto.

Você é "Dama da Noite"
de quem só tenho o perfume.

Enquanto sou "Girassol",passando os dias
na dependência da luz.

Assim busco ,na transição 
do dia pra noite,ao menos tocar sua mão.

Em vão,pois fomos por um encanto separados
"Sempre juntos,embora,sempre afastados".

Reginaldo


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tributo a meu berço

"Flor Bebê"

Obra inacabada