sexta-feira, 23 de maio de 2014

"COMO VOO DA BORBOLETA"


Minhas mãos, 
acenam pra ontem,
num satisfeito adeus.

Meus braços,
abraçam o hoje,
na intenção de vive-lo.

Já o amanha, 
é só esperança,
que ainda não posso tocar.


Reginaldo

Nenhum comentário:

Postar um comentário