terça-feira, 6 de maio de 2014

"BEM ME QUER,MAL..."


Pétala,
cega a vista,
desmancha macula.

Inerte flerte
outono bravio
brisa brava,assobio.

Mergulho
encalho na areia
canto de sereia.

Encantamento
sons e lamentos
fim e tormento.

Voa nos sonhos
afugenta os demônios
alados guardiões.

Faz de conta
amor e vida
broto de rosa e raiz.

Todo conto
fantasia e fabula
ator e atriz.

Desperta sentido
despetala o bem me quer
perto do final feliz.


Reginaldo

Nenhum comentário:

Postar um comentário