sexta-feira, 20 de setembro de 2013


"Nocaute"

Vamos dizer que chegou...
Que já está por aqui.
Ronda sem cerimonia
tentando meus olhos fechar.

Já vou avisando,
sou duro na queda,
se acha que fácil
vai ter que lutar.

Resisto ,reluto,
debato, não me assusto.

Mais vai me vencendo,
vou me rendendo,
o corpo amolecendo,
a vista doendo
a cabeça pendendo.

Incorporou...
Entrou sem bater
silencioso e sereno,
Agora já era...
Sei o que me espera,
no fundo do quarto,
frente a janela.

A Cama!

Retiro o quimono,
é noite ,outono,
perdi de novo
a batalha pro sono.

Apago a luz,
boa noite...

Fui!

Nenhum comentário:

Postar um comentário