terça-feira, 3 de setembro de 2013

"MEU JARDIM"


Não tinha jeito com flores,
não tinha jardins,nem amores...
Aí joguei sementes ao vento,
que sorte!Não brotou só lamentos.

Juntei um cacho de mato,
amarrei com cipó verde,
e pus uma rosa no centro
deste ramalhete silvestre.

Dei a ela de presente,
coisa estranha aparente,
a rosa que era um botão,
se abriu em três vertentes.

Gabriel,Rafael e Aninha(Ana Helouise)
que foi querida desde sempre,
sem jamais ter sido um deslise.

Meu canteiro floriu.
sem sequer uma erva daninha,
esse buquê ofertado,
era presente arrumado,
pra minha vida inteirinha.

Adorno para meus dias,
meus filhos e companheira.
Quem diria...?
minha inspiração 
e poesia.


(UMA SINGELA HOMENAGEM A MINHA FAMÍLIA,MEU PILAR,MINHA SUSTENTAÇÃO,AVIDA FOI BOA COMIGO...!)


Reginaldo

Nenhum comentário:

Postar um comentário