sábado, 28 de setembro de 2013

"CANTEIRO DE PASSARINHO"



Parei no tempo,
no relento,deixei amostra
somente o que permeia 
os meus dias;
a fonte do pensamento!

Aí veio a chuva,
o vento,
os passarinhos...

Encontraram ali seu ninho,
seu canteiro...
Semearam o verão inteiro.

Estático ali fiquei,
foi-se o inverno,
foi-se o outono,
e a brisa que revela.

O canteiro do pensamento,
enfim floriu...

Em Primavera!

Reginaldo

Nenhum comentário:

Postar um comentário