segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

"Só"



É verão em meus desertos,
sem vento,sem sombras,
só imensidão e areia.

O Dia imenso de sol a pino,
só mostra o horizonte destino,
longe do sossego.

Espero por tormentas,
que abale meu silêncio,
que desate o nó da garganta.

Onde alguém mais possa ouvir meus gritos,
além da solidão.

Reginaldo

Nenhum comentário:

Postar um comentário