terça-feira, 17 de fevereiro de 2015

"DO OUTRO LADO DA PRAÇA"


Uma foto antiga no porta retrato,
amarela de tempo,
conta saudade dos idos de outrora,
onde o tempo parou naquele piscar de olhos!

Era fim de tarde,
com o sol sombreando a serra,
todos reunidos no terreiro
perto da primavera.

Família ajuntada
pra conversa e prosa boa
comida e fartura
onde alegria ressoa.

Toda vez que olho pra foto,
esquecida no canto da sala,
regresso de olhos fechados,
ainda sinto o cheiro exalado.

Saudade de tanta coisa,
que o tempo deu fim,
vontade de novo de juntar
todos perto de mim.

Estou aqui chorando os idos,
os entes queridos partidos,
sabendo certo e exato,
tenho bilhete comprado,
só não tenho prazo vencido!

Mas ha de chegar o dia,
que virá findar minha estação,
terei meu bando de novo,
talvez outra ajuntação.

Serei o ultimo dos desgarrados
a somar ao grupo da foto,
saudade jamais sentirei
pois nunca mais olharei
do lado de fora da foto.

Terá enfim o tempo
eternizado meu meu olhar
sempre vivo num porta retrato!!!

Reginaldo

Nenhum comentário:

Postar um comentário