segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

"Revendo"



Tem dias que reviro as minhas coisas,
no meio do nada que tenho,
na busca não sei de que.

As vezes me pego perdido entre as lembranças,
em meio a fotos preto e branca,
do meu baú de saudade.

Fico eu e o meu silêncio olhando um para o outro,
pensamento solto no tempo parado da foto,
que não me reconhece mais velho.

Foi eu um dia,aquele flash de luz,
eternizado pra sempre,
na fonte da juventude.

Porque o tempo parou pra aquele menino?

Que triste destino daquele sorriso maroto,inocente,
daqueles olhos vivos,solenes,
encarcerados pra sempre...Inerte e perene!

Aqui o tempo não para,talvez por isso as águas
no canto dos olhos,humana insatisfação,
o velho chora sua decepção...

Enquanto o menino da foto sorri sem parar,
por capricho do tempo,
que não lhe deixou chorar!


Reginaldo

Nenhum comentário:

Postar um comentário