sexta-feira, 7 de março de 2014

"NA POEIRA"


Hoje ,o silencio grita tão alto
que chega doer o ouvido.

Tem momentos que é mesmo assim,
noites de muita luz
e dias de completa escuridão.

Incomoda este sentir ,
mas passa...

A vida tem mesmo estas inversões,
estes valores contrários.

Embora seja lindo o voo da libélula,
não tem as cores nem a suavidade
do voar das borboletas.

Nestes dias de pensamento torto,
desconexos,onde o pouso
pode ser turbulento...

Procuro a paz dentro,
de um coração que até falha
nas escolhas que faz,
mas não deixa de bater...

Por enquanto jamais! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário