quinta-feira, 13 de março de 2014

"LEMBRANÇA DO QUE NUNCA FOI SEU"


Sentiu no peito,
aquela saudade sem jeito,
lembrou logo de cara,
a despeito daquele amor
de outrora...Verteu lagrimas!

O choro livre
escorreu e formou poças,
no espelho d água
a imagem assusta,
pisou sobre...Sumiu sob seus pés!

Tudo que restou,
lembranças tortas
das entre abertas portas
por onde fogem seus dias.

Memórias efémeras,
pensamentos loucos,
palavras soltas,
no balançar das folhas
o vento varreu e 
por terra caiu...Encerrou o choro!

Secou a fonte dos lamentos,
o beijo do vento
trouxe acalento
e sussurrou baixinho
como som de violino...

Felicidade são só momentos!

Reginaldo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário