quarta-feira, 19 de março de 2014

"MARCANDO PASSOS NA ESTRADA DA VIDA"



Eu continuo andarilho da vida,
bifurcando caminhos,
entrando por atalhos 
e picadas da estrada.


Bebendo água nas bicas,
sem bagagem,sem pressa,
sem rumo ,nem rota de viagem,
sigo ao sabor do vento.

A chuva molha o calor do sol ,
que faz a sombra do ipê,
sombra que embala o cansaço,
e convida a parar.

Acumulo alegrias,tristezas,
decepções e euforias,
amigos,amores,
paixões e dissabores .

Sou levado não sei pra onde,
recebendo o dia,abraçando o cair da tarde,
que ao findar puxa a noite pela mão,
e a deixa como companheira.

Sinalizo pro alto,
aponto e conto estrelas,
no véu negro e cintilante
que cobre minha cabeça.

Lá no sopé vê-se a lua,
apenas um fio dourado,
uma navalha de cortar a alma,
arredia e decepcionada por estar vazia.

Neste cenário sem clareza,
caminhar é preciso,
seguir sempre avante,
decifrando sinais.

Revelando vida nos passos,
desvelando belezas nas margens,
sentindo o perfume das violetas,
voando com as borboletas.

Carregando na memória,
sorrisos,amigos,histórias.
Escrevendo de passagem
uma odisseia na poeira.

O vento que a vida é,
sorrateiro e fugaz,
espera a hora de soprar,
apagar as pegadas do caminho...

Fazer com este andarilho,
o destino a sutil maldade,
varrer as pegadas,as marcas,
as lembranças...Virar saudade!


Reginaldo

Nenhum comentário:

Postar um comentário