quarta-feira, 5 de março de 2014

"DECIFRADOR DE SONHO"


"DECIFRADOR DE SONHO"

Ao passo lento,
lendo os dias que passam
sigo rumo ao sossego,
tirando sonhos do travesseiro.

Na calma da noite,
sereno dormia
com o barulho do mar distante,
calmaria.

Desço dos pesadelos,
pés descalços no chão,
vago no eco do silencio,
nu de pensamento.

Resta ainda uma alforria,
entregar ao delirar,
na areia branca caminhar,
no rastro das tartarugas.

Pisar a água fria,
despertar sem solavanco,
mirar o horizonte,
matizar a alma de branco.

Assim abraçar a paz,
interiorizar como num rito 
de se conhecer,
com toda serenidade...

Amanhecer !



Reginaldo

Nenhum comentário:

Postar um comentário