terça-feira, 4 de março de 2014

"LUA CHEIA DE ENCANTO"



Assim ela passou,
com inigualável lume,
fez esconder as estrelas na noite,
de ciume.

Fez-se ouvir o silencio,
recebeu olhares,
despertou amores,
desdormidos sonhares.

Desfilou única,
exuberante, sem igual,

O vento em reverencia
soprou brisa leve,
uma valsa suave,
nos colocou pra dançar.

Brilhou o quanto pode,
beijou a boca da noite,
abraçou o frescor da madrugada,
despediu e saiu de Cena.

Estava Cheia...

De tudo! 
 

Reginaldo

Nenhum comentário:

Postar um comentário