segunda-feira, 14 de julho de 2014

"O BEIJA FLOR DA PELE"

Teu corpo nu,
jardim em flor,
nos canteiros sob o cobertor.

Eu,pássaro livre,
que Deus não me livre
da tua tentação,

Livro aberto,
texto em braile
decifra meus dedos.

Cego de amor,
mas louco pra ler
nas entrelinhas do desejo.

Pouso nos galhos 
desta alcova,
minha asa dês-voa.

Descansa das andanças,
se entrega,
entra na dança.

Nosso amor desvenda,
as sendas da chegada,
silencioso na madrugada.


Reginaldo

Nenhum comentário:

Postar um comentário