segunda-feira, 9 de junho de 2014

"PRA NÃO DIZER QUE FALHEI COM AS FLORES"




É fim da feira,hora da Xepa.
Ninguém esta preocupado com a cozinha,
o barulho agora é na copa.

Está tudo maquiado,tudo lindo e superficial,
trabalhamos bem pra mostrar ao mundo nossa capacidade,
somos bons em festas,somos alegres e ingênuos.

Mesmo que se morra do coração na porta do hospital referencia,
ninguém vai noticiar,agora é copa,pode tudo,até morrer por omissão,
estamos em greve,de humanidade,de amor ao próximo e de amor próprio.

construímos um cenário,um palco dos sonhos,para desfilar o que temos de melhor,
não nossas belezas naturais,nosso carisma,nossa miscigenação,
mas nossa incrível capacidade de dês-priorização,de dissimulação.

Temos pessoas ávidas por um quarto e cozinha,onde possa alojar seu entes,
temos gente esquecida a própria sorte nos leitos da rua,problemas de todas as espécies e formas,
mas isto não da ibope,isto não rende voto,isto não da dinheiro,o negocio agora é copa.

Ah...Não é culpa deste ou de outro governo as mazelas que vemos,
o esgoto que se esconde,pros gringos não sujarem seus mocassins alemães,
ou seus ternos italiano de seda pura.

Qualquer outro sigla que no governo tivesse,não perderia a oportunidade
de encher a burra,de esquecer os ideais de civilidade,de adornar o próprio onfalo
com o suor do dinheiro publico.

Não vamos ser hipócritas de achar que esse mérito em desviar verbas,
em superfaturar obras,de iludir a boa fé do povo é privilégio impar,
isso é cultural,ou falta de cultura de um povo que se vende barato e depois arrepende.

A grande mídia,formadora de opinião,não informa com isenção,
empurra a grande massa segundo seus interesses,mas vai ter copa,
mesmo com muitas famílias sem teto,sem terra,sem tudo,apenas com nada.

Isso não é problema,vamos ser o mundo por trinta dias,
vamos espalhar nosso verde amarelo aos quatro cantos do planeta,
vamos vender o que não temos,vamos enganar,afinal é copa.

Mas ,amanha é terça,hora da limpeza ,que juntar as sobras deste sonho,
recolher o pesadelo num saco,acordar e perceber ,que não temos o resto da casa,
e onde foi a festa realizada,na copa,está descaracterizada.

Todo encanto e euforia fugaz do verde e amarelo,descoloriu,
alforriou um manto negro e o quadro que se pinta é preto,
é sombrio,não tem beleza,não tem nada...

Ou melhor,temos uma luz no fim do túnel,outra oportunidade se descortina,
vamos esquecer tudo e pagar a conta pra não perder o foco,
somos bons em amnésia.

vamos outra vez...Que venha 2016!

Reginaldo

Nenhum comentário:

Postar um comentário