terça-feira, 24 de junho de 2014

"MEDO DAS SOMBRAS"



Voar sem rumo
sair sem destino
andar nas nuvens,
rastejar se preciso for.

Sair do marasmo,
do sarcasmo da rotina,
sem sair do lugar,
fazer o improvável possível.

Ter o vento,ter o céu,
ter olhos atentos sobre a mesmice,
poder ver o nada e ter tudo que precisa.

A noite traz o dia por não gostar da escuridão,
traz o sol e a claridade o calor que tem a vida, 
traz a sensibilidade,cheiro de felicidade a euforia...

Traz tudo e sem querer a Poesia.

Reginaldo

Nenhum comentário:

Postar um comentário