terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

"VÉNUS"



Vaga no espaço,
na calçada celeste,
uma virgem.

Pura na cor,
branca,pálida,
mas ainda cálida.

Todo esplendor vital
que fora possível doar,
toda sua rubra via,
que seu corpo percorria...
Transfere.

Mesmo que isto a fira,
não lhe causa mal algum.

Toda sua seiva sugada neste amar,
amamentar acalentador,
neste renascer.

Seu olhar sereno,
contempla o rebento,
um pequeno coração que pulsa.

Ressurge...
Depois de ser virgem,
pra ser Vênus.

Reginaldo 25/02/2014

Nenhum comentário:

Postar um comentário