domingo, 9 de fevereiro de 2014

"AMARELOU"

Amanhece no campo,
neblina baixa,
flores orvalhadas,
cheiro de terra molhada,
do banquinho na varanda,

observa-se o sol tímido,
meio com medo de atravessar o céu,
despontar no horizonte.

Vem empurrado pela lua
que foi dormir depois da farra,
onde desfilou entre estrelas
e brilhou mais que todas.

Abre-se novamente o dia,
o azul na imensidão celestial,
pássaros revoam,
cantam,alegram.

Ao longe o barulho da bica,
que despeja intermitente
água perene pra sede,
pro corpo e pra alma.

Vemos tudo isso quando amanhece no campo!
Do banquinho da varanda.
Com a caneca esmaltada,
café quente e
uma taia de queijo.

No quintal ali bem perto,
uma surpresa se aquarela,
aquele ipê que foi dormir verde...
Amanheceu amarelo.

É o amanhecer no campo!


Reginaldo

Nenhum comentário:

Postar um comentário