sexta-feira, 12 de junho de 2015

"PONTO DE VISTA"



Sob o olhar do Poeta,
o céu é um salão de festas,
de Pássaros do fundo do mar,
de voos satisfeitos e fora das asas...

Ainda sob este olhar singular,
as estrelas são peixes luminosos,
onde o feixe de luz da lua,
na flor d'água flutua...

Aos olhos do Poeta,
todo delírio se completa,
num todo viver que lhe resta
a incompletude insana da normalidade!

Aos olhos do Poeta,
ser deus pequeno é poder a beça,
poder criar tudo lá no futuro,
sabendo-se passado de um efêmero presente!

Antes do ponto final,
aos olhos do poeta,
a vida é um poema sem lógica,
um teorema aturdido de incoerências,
com ecos,espaços e reticências...

Reginaldo

Nenhum comentário:

Postar um comentário