segunda-feira, 29 de junho de 2015

"COLECIONADOR DE LEMBRANÇAS"



Que não espante os teus olhos,
ao me ver entre os anciões,
ali na praça sem graça e mascaras,
ouvindo histórias pretéritas!

A praça é um palco de memórias,
onde o velho ainda moço,
se veste da criança que não o abandona,
para lembrar saudoso do colo de mãe!

Pois sabe-se que uma vela apagada,
é só uma vela e mais nada,
na escuridão de um existir vão,
Ela precisa da chama pra ser em plenitude!

Vou ouvindo atento aos lamentos,
que úmidos caem sobre o tabuleiro de Dama,
neste jogo de xadrez com o passado,
antes do xeque

Hoje eles,os anciões,só tem suas lembranças
e os jogos de matar o tempo,
falam a esmo aos passantes apressados,
porque um dia será outro o orador!

"O tempo não para..."!

Jose Regi Poesia


Nenhum comentário:

Postar um comentário