segunda-feira, 25 de maio de 2015

"O PÁSSARO E A FLOR"



Pintei minha liberdade
com as cores do dia e da noite,
fiz do amanhecer orvalhado
porta aberta pro meus voos.

Minha gaiola se abre pra dentro,
lá no fundo alojei o meu ninho,
no profundo mundo"Manoel de Barros",
já fui homem,pedra e passarinho!

Estou encarcerado,
por designo de vontade,
voo preso ao jardim
que tenho perto de mim.

Pena?

Só tenho do colibri,
que mantêm agonia do voar,
beijando aqui e ali,
sem saber o que é amar!

Do seu intermitente bater de asas,
disfarçando sua dor,
Tem o carinho das rosas,
mas não tem do seu Amor!

Eu?

Hoje tenho sossego,harmonia,
selei acordo com a Paz,
desfruto das beneficies
que um pouso certeiro traz!

Pousei!

O Amor pegou-me pelas asas,
na displicência do voo,
gozo da segurança nos braços do tempo,
deixei ha muito de ser folha seca solta no vento!

Reginaldo

Nenhum comentário:

Postar um comentário