terça-feira, 12 de maio de 2015

DAS MINHAS UTOPIAS...ALGUMAS INCERTEZAS



O Poeta é um arco sem flecha,
uma seta em curva reta,
sem sentido e direção,
que sempre encontra sua meta!

Seu alvo quase sempre
são os olhos e o coração...
Quando não aprisiona,
ofusca a visão.

é tiro perdido na vastidão do nada
é um parto sem contração,
é dor que lhe arriba o peito
nascendo de tuas mãos.

Ele ,Poeta,
é a própria construção,
palavras mudas são tijolos
em seu projeto de criação,
construtor de ilusões...?!

Reginaldo

Nenhum comentário:

Postar um comentário