segunda-feira, 25 de maio de 2015

"ATEMPORAL"



Para eternizar nosso amor,
cultivei flores de plástico.

Memorizei o cheiro da hora,
o olhar de quando,
o beijo primeiro,
o abraço único.

Gravei no tronco do ipê,
amarelo,dois corações verdes
de futuro,sonhador,infanto,
imaturo!

O Ipê tombou com o tempo,
nosso amor ainda resiste,
insiste e existe,
flores de plastico não morrem!

Reginaldo

Nenhum comentário:

Postar um comentário