terça-feira, 19 de novembro de 2013

"NEM QUE FOSSE SÓ PRA DIZER QUE..."






Não aprendi a chorar,
mesmo quando insistentes,
as lagrimas me fogem,
disfarço,
coço os olhos,
desvio olhar...

Contemplando as belezas,
só aprendi a sorrir,
olhar os colibris,
a vida colorir,
misturar as matizes...
Aquarelar.

Gosto das cores,
do verde das matas,
do cheiro das flores,
dos rios,das cascatas,
das corredeiras apressadas,
do lento leito dos córregos.

Poderia até,quem sabe,
quando dentro não cabe,
deixar escapar uma gota,
nem que fosse de contentamento,
de alumbramento ao tempo...

Nem que fosse,
uma única só Lagrima...

De Agradecimento!



Reginaldo 14/11/2013

Nenhum comentário:

Postar um comentário