sábado, 12 de outubro de 2013

"TERRA DO NUNCA...MAIS"




A Noite trouxe uma doce ilusão,
o sono profundo,
buscou no fundo
o sonho mais infantil
que tivesse no estoque.

Foi um fascinante viagem,
mostrei a passagem,
embarquei nas asas imaginação.

Voltei aos tempos
de escola,
do jogo de bola,
da peteca,
da bola de gude...

Criança cheia de desejos,
vontades e saudade
do que o tempo levou.

Foi a noite ,veio o dia,
ficaram suspensos,
exilados na penumbra,
sonhos que insistem
em permanecer,
na retina deste Adulto.

Por imposição do tempo.  

Agora tento sonhar,
pra além deste lugar,
longe das horas do dia,
com olho no horizonte.

Na busca daquela criança,
da lira,
da poesia,
da juventude...A fonte.

Reginaldo

Nenhum comentário:

Postar um comentário