terça-feira, 29 de outubro de 2013

"CASA MATA"


Vastidão,
olhar buscante na imensidão...

Cordilheira ao fundo,
céu cinzento e nervoso,
solo seco ,sol a pino
e um mar profundo.

Encontra meus olhos
o que não foi buscar,
Uma casa mata
a beira mar,
O tempo fez revelar.

Segredos e utopias
vidas ,verdes, odores,
água doce pra sede,
sedução e amores.

Sobre os escombros,
um olhar de soslaio,
linda,desnuda da
mente um pré-juízo.

Decifrei o enigma,
esta casa mata,
escondia o que me roubaram...

De paraíso!

Reginaldo 29/10/2013

Um comentário: