quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

"RETICENCIAS"


Poesia,
estado de espírito,
que o corpo capta do dia
e a alma converge em verso...irradia!
O que outros tomam como rotina
tenho como inspiração,
sou mesmo avesso
ando na contra mão.
Colho de olhar o tempo,
de passar a mão,
de sentir o vento
dos pés no chão,
Do jardim em flor,
do cheiro da terra,
do beijo no queijo
do beija flor.
Tudo ver
tudo ter
todo sentir
e assim ser...
Feliz de vez em quando,
enquanto acabam as palavras do poema,
o pensamento segue o voo!

Reginaldo

Nenhum comentário:

Postar um comentário