domingo, 28 de dezembro de 2014

"Estrepolia"



Voa em névoa,
num vê a nuvem
e nu vêm...

Assim no vão
do silêncio,sonha
o barulho do mar...

Se joga no ar,
mergulha na profundeza,
do mel do algodão doce...

Leve depois de chorar
o sal do tempo,menino
dos olhos de mar...

Só queria nadar,
molhar o corpo
onde Ha-mar!


Reginaldo

Nenhum comentário:

Postar um comentário