terça-feira, 9 de dezembro de 2014

"O BEIJO DA LUA"


O mar dorme no silêncio,
sob o lenço negro da noite,
a lua brilha por encanto,
só pra se namorar na flor d'água!

Narciso se olha no espelho,
o tempo maquia teu rosto,
cansado se admira
com o vento que sopra!

O corpo já não voa,
asas de chão,
caminha esguio
com a cabeça nas nuvens.

Ainda sim feliz,
dois olhos de ver o mundo
uma boca e o cheiro
da vida de frente o nariz!

Na areia da praia,
rastro de fim do dia,
imagem desconstruída
remendos,versos e poesia!

Tudo que fica vai indo,
sumindo com a noite que finda,
o espelho do tempo oculta
uma alma a deriva.

A lua não se aguenta,
e toca na água teu rosto,
Narciso se desespera
por ser da arte o esboço!

Um vulto desforme e torto!

Reginaldo

Nenhum comentário:

Postar um comentário