segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

"Enquanto o ano não vem..."



Sigo no rastro do velho,
em passos lento,agonizantes
sem pressa,ofegante,
cansaço nas pernas,longa caminhada,
vou pela estrada sem olhar pra traz,
farejando um novo despertar.

Ainda resta um pouco do tempo,
ainda posso realizar adiados,
abraçar esquecidos,
aplaudir ignorados,
no rastro do velho,
aprendi tolerância,
paciência,perseverança,
ao longo da estrada.

Eu aprendiz de mim mesmo,
mau sabia que o velho,
era meus passos,
que arrastava-me em sombras,
tentando me oferecer outra chance,
para trilhar novas veredas.

Destino ao renascimento,
onde o sol encontra o vento,
o mar silencia as tormentas,
as flores brotam do nada,
como os poemas em mim.

As utopias seguem comigo,
os sonhos também,
desejos possíveis,
manter os amigos,
ama-los,vê-los,fala-los,
ouvi-los e abraça-los...

Enquanto o ano não vem!


 Reginaldo

Nenhum comentário:

Postar um comentário