sexta-feira, 8 de agosto de 2014

"INSIGNIFICÂNCIA"


Tudo que tenho pra dar,é um pouco
do muito de nada que consegui juntar,
dentro dos vazios que me enchem,
dos espaços abertos a te esperar.

Tudo de que preciso,
é um naco deste teu olhar,
que me perceba pequeno,
assim na sombra do teu pulsar.

Aceite minha contenda,
deleite da sua posição,
sou fraco,ínfimo,
perto de ti,quase vão.

Mas tenho o maior amor do mundo,
escondido a sete chaves,
este tesouro tem dono,
só você, o segredo que abre.

Vou esperar sentado a porta,
ali perto do jardim,
quem sabe ao buscar uma flor
colha um pouco de mim.

Reginaldo

Nenhum comentário:

Postar um comentário