segunda-feira, 7 de abril de 2014

"PEDAÇOS DE IMPERFEIÇÃO"




TEM ALGUMA COISA NO AR,
ALGO QUE FRACIONA MEUS DIAS,
FRAGMENTA OS SENTIDOS,
ME FAZ EM PEDAÇOS.

PEDAÇOS SÃO OS VÁRIOS,
EM QUE ME TRANSMUTO,
POR HORAS OU MINUTOS,
EM DIMINUTOS SERES.

TENTO JUNTAR OS CACOS,
DO QUE SOU,
DO PROVEDOR,
DO POETA VISLUMBRADO,
QUE BUSCA BELEZA NO CAOS,
ALI DEPOIS DO ALAMBRADO.

VOU TENTANDO,
TENTADO A CONSEGUIR,
SEGUIR,NÃO DESISTIR,
SOMATIZAR OS SENTIDOS,
AMAR A QUALQUER PREÇO,
PRECE AOS CÉUS,
PELOS SEUS.

RABISCO MINHA HISTORIA,
RASCUNHO A PRÓPRIO PUNHO,
RASURANDO AS VEZES,
ESCREVENDO TORTO,
TORTURAS DE UMA FACETA,
QUE MACERA E TRITURA,
ESTA ESCULTURA INACABADA.

SOU PIGMENTO COLORIDO,
NA TELA EM BRANCO,
BORBOLETEANDO NAS PINCELADAS
DO ARTISTA ANONIMO,
SOU SÓ UMA SINGULAR PARTE,
DESTA FRAGMENTADA OBRA DE ARTE.

NÃO SERIA PERFEITO,
SE NÃO FOSSE INCOMPLETO!



Reginaldo

Nenhum comentário:

Postar um comentário