terça-feira, 15 de abril de 2014

"ANSEIOS E CONJECTURAS"


Desejo...
O primor do cantar,
o voar dos passarinhos,
o pouso suave do sorriso,
qual folha seca tocando o chão,
num beijo profundo de renascimento.

Espero...
Pela chuva fina,
na ânsia do tempo,
ter tempo pra ver nascer outra flor,
assim do nada, no torpor 
do amanhecer orvalhado
colher o broto mais viçoso amor.

Regar...
Com o que resta nos olhos,
colorir com borboletas,
reviçar o jardim dos dias,
flores,bichos,verdes e companhia,
depurar os sonhos semeados,
em buques e poesias.


Reginaldo

Nenhum comentário:

Postar um comentário