segunda-feira, 16 de novembro de 2015

"Boa Hora"



Voam criaturas da noite,
sombras,assobios e murmúrios,
os corvos  espiam nos vazios,
novos presságios!

Há um vale escuro,
rasgando as vestes da noite,
ouvi-se uivos,
são pra Lua vazia.

Um eco mudo zuni,
na calada da certeza,
penhascos ingrimes
apelam meu pulo.

Salto o abismo
dou-me asas
parto...
Luz...

Amanheceu Azul!

Nenhum comentário:

Postar um comentário