terça-feira, 17 de novembro de 2015

"Acabou-se o que era Doce"

De que medo te vales
que amargo é este
que turvas os olhos
e o doce do olhar?

Que lagrimas são estas
crivada de má sorte
que desce da serra
lameada de morte?

Ninguém te avisou,
do furto da vida,
não te protegeu
nem te deu guarida?

Devias ter ido embora,
buscar novas bonanças
fugido daqui,
ter ido pra França!

Quem sabe pra Síria,
pra Líbia,Arabia,
ou Africa negra
ou até Asia!

Agora que medo tu tens,
já que não tens,
nem vida,nem alma
nem bens?

Nem rio.nem vale,
nem peixe,nem pão,
seria melhor voltar a semente,
só pra nascer de novo...Neste chão!

Quanto a França...Melhor não,
A Cidade Luz anda meio as escuras,
lá tá olho por olho,
como falava nas escrituras.

Nos Países do Oriente,
também não seria bom destino,
lá também não se escolhe a sina,
matam homens.velhos e meninas.

Na Asia?
Não sei,
muito longe,
já reparei!

esconder não se pode,
chorar já não cabe,
gritar ninguém ouve
ninguém se comove...

Ah...agora entendi
qual é o teu medo,
quem não morre em Paris...

Fica em segredo!!!



Jose Regí

Nenhum comentário:

Postar um comentário