domingo, 8 de novembro de 2015

=MEMÓRIAS=



-no cesto há um resto de ontem,
jogado no canto
para avalia do tempo...

que foi bom ou ruim,
que me deu e tirou de mim
alguma marca de você!

Há tanta coisa guardado na algibeira
do meu avô,que não ouso pedir-lhe uma bala,
com receio do que possa cair.

vou molhar os pés na alça do rio,
que corta o quintal,
para que as águas me levem...

enquanto eu troco de tempo,
por que de roupa,
já estou com o cesto cheio...

e no varal,não há espaço
pra poesia!

Jose Regí Poesia



Nenhum comentário:

Postar um comentário