sábado, 17 de outubro de 2015

= No ócio do Cio=




Ela se dispôs toda nua
sobre a cama,
trazia nos olhos uma gama
de fogo...

Teu corpo era uma trilha,
à percorrer
sem mapa.

As cegas,as mudas,
teu sussurro era o guia
onde na escuridão tateava.

buscava abrigo no meu corpo,
beber da minha fonte,
lambuzar no meu mel.

Depois fumaria um cigarro,
abriria janela e me procurar
ali tão perto...No Céu...

Na ilusão da presença
que se ausentava
suspirava desejo...

Em suma,voltava a dormir,
pra que não suma o sonho
e o ato se consuma.

Jose Regí Poesia

Nenhum comentário:

Postar um comentário