sábado, 3 de outubro de 2015

"INCUBADO"



Ha uma fome que não sacia,
uns medos que não são teus,
uma secura deserta
nos beijos que não me deu...

Há distâncias imensuráveis,
a um passo do corpo teu,
um longo caminho sombrio
onde o Amor feneceu!

Há flores sangrando nas margens,
da via crucia sem fim,
enternecida das dores
que habita dentro de mim.

Há um viço,um ciclo incompleto,
que semeia em meu coração,
uma chama que arde em silêncio,
uma insana paixão...

Persevera na inquietude,
esperançosa,germina das cinzas,
um broto do que restou,
daquele brilho nos olhos...o Amor!

Por que este não morre,
por vezes adormece,
mas,no primeiro raio de luz,
o encanto acontece.

As vias florescem,
o deserto umedece,
o dia se aquece,
o passado se esquece
e não se enaltece!

A vida acontece,
a alma apetece,
a perna amolece,
quando as bocas se tocam,
num beijo aguardado
doce e perene...

O amor sempre vence,
infiltrando nas frestas,
onde colhe as sendas
que sem querer oferece!!!

Jose Regí

Nenhum comentário:

Postar um comentário