sábado, 3 de outubro de 2015

"MAR-TÍRIO"





Todo Amor que houvera,
foi pouco pra Quebra-Mar...

Toda espera de calmaria,foi ruína,
para além da arrebentação!

Teu barco navega solitário,
sobre ruas de pedra e pé no chão.

Tem sempre as velas içadas,
e o desejo de vento,que o leve daqui.

Tem sonhos de mar encalhado no cais,
onde o tempo de ontem ainda pulsa no leme...

Sente que seu porto não é ali,
enquanto chora outro Pôr do Sol!

Longe de si!


Jose Regí

Nenhum comentário:

Postar um comentário