quarta-feira, 9 de setembro de 2015

=O JARDINEIRO=



Nossas almas são irmãs,
que por um distraído do tempo
zanzou por lados opostos da via.

até que num click,
se fez o encontro e
o encanto enfim...
Ter você perto de mim.

São caprichos da vida
estes momentos,
são ventos que nos sopram a face...

O carinho,
a prazer da conversa e
o que se semeia.

tudo floresce nesta gama de chão
que chamamos de felicidade.

nesta efêmera sensação de eternidade,
nesta louca aventura de viver!

No fim contabilizar as marcas,
as cicatrizes,
os seixos catados no chão do caminho.

e ver onde chegamos,
no que nos transformamos...
suspirar fundo...

deixar então escapar
o mais fraterno...
"Eu te amo"                                    

Nenhum comentário:

Postar um comentário