terça-feira, 8 de setembro de 2015

=DISTRAÍDO=




Deixei sobre teu pesadelo,
a lucidez do meu sonho,
de forma louca e insone
na maciez da tua pele...

O toque sutil do vento,
o carinhoso acalento
no pouso da pétala
Recém colhida.

O perfume recende
emana delírio
sobre a rudez da pedra,
imune as caricias do tempo.

Meu peito respira,
abraça,suspira leveza,
floresce sobre a rocha
ainda um despertar...

Daquela tarde na beira do rio,
respingo de chuva,
e a calêndula esquecida
pelo insano beija-flor...

Voou atordoado,
procurando por Amor!


Jose Regí Poesia

Nenhum comentário:

Postar um comentário