quarta-feira, 5 de agosto de 2015

"Poeminha pra Lua"






Hoje a noite quando olhei a lua... era lá,meio dia!
Havia uma intensidade de brilho,
um calor vindo do alto que hipnotizou-me.

Ela devia estar encantada com alguma coisa...
Ninguém se veste de luz atoa!

Não passou desfilando sobre meus olhos impunemente,
sua luminescência invadiu-me a alma,
mexeu minha calma
e me pôs a versar...

Ela mexe comigo,
como o vento as folhas,
arrepia meus cabelos,
enfeitiça a menina dos olhos meus.

A Musa dos insones,
dos andarilhos solitários,
que declamam seus delírios
no vazio da noite.

Por que ela sempre vem
provocar o imaginário,
ouvir um pouco do silêncio
dos olhos estupefatos do Poeta!

Ela tem seu motivo para sair assim tão bela,
com a pele lisa e donzela,
desnuda toda sua verve,
Linda,iluminada e cheia... de si!

Jose Regi Poesia

Nenhum comentário:

Postar um comentário