quarta-feira, 5 de agosto de 2015

"METÁFORA"







Um dia pousei,
em viagem migratória,
num jardim tenro,
de flores frescas,
de viço novo!

Havia ali seres
também recém,
com asas virgens de voo,
ainda por não saber voar...

Pousei no encanto
dos olhos dos bichos,
ávidos por aprender,
por ouvir,por saber,
pra que servem as asas!

Servem como peso,
se não souberdes usa-las,
mas ante ao abismo
que te levam os passos,
empluma-te de leveza e se alce...

Descobrirás que o céu é caminho,
sem rastro,sem margem de espinho,
e que o pouso é necessário
pra por os pés no chão...

Todo resto é aprendizado,
como o primeiro voo!

Jose Regi

Nenhum comentário:

Postar um comentário