segunda-feira, 29 de setembro de 2014

"UM CÉU COM ESTRELAS E SÓ"


Tenho sobre a cabeça um céu estrelado.
Um pouco abaixo dois olhos estupefatos
com tanta beleza solta no espaço.

A lua arredia,não veio,pra não ofuscar,
desfila solene sobre o veludo negro
a noite com sua veste de gala.

Brilhos de um tempo,
que tiro pra admirar,
quando o silencio remete a reflexão.

O coração do poeta palpita,
os olhos colhem beleza,
nem uma palavra se arrisca definir este olhar.

Não interessa se as estrelas sabem do meu amor,
se sabem quem sou,
ou que faço nas noites sem lua.

Colho no silencio o brilho distante,
das noites lindas de inverno,
rabisco palavras que só dizem saudade.

Encontro estrelas tão longe...
Não te acho dentro de mim!

Reginaldo

Nenhum comentário:

Postar um comentário