domingo, 7 de setembro de 2014

"NEVOEIRO SOBRE O JARDIM"


Penso flor,aceno folha,
num corpo vaso,que vazio ficou.
Feitiço da lua cheia,
que vai embora cedinho,
sumindo devagarinho
por causa do amanhecer.

Penso razão,pé no chão,
cabeça,braços e mãos
desfazem a imaginação.
Um corpo cheio de incertezas,
vaga na contra mão.

Penso pedra,dureza,
embrutecido não bate,
não pulsa,
perdido entre os canteiros
do meio da rua...
Espera pela noite nua de estrelas,
Saudoso do feitiço da lua.


Reginaldo

Nenhum comentário:

Postar um comentário