segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

"REFLEXOS DE UM VELHO AMOR QUE O TEMPO ESCONDEU"



...Onde estais?
...Porque se escondes?
Vejo apenas tuas mãos,
que o tempo maltratou!

Quero vela,toca-la,
acarinhar o teu rosto...
Onde estais?
Porque se escondes?

Porque me mostras,
reflexos de nada?
De passado,
dos idos vividos,
reflexos doloridos de um amor.

Sei que não te atraio mais,
é mais belo a moldura,
olhe-me com ternura,
de quem descansa,
traído pelo olhar.

Deixe viajar teus olhos,
foque na vida do entorno,
ha beleza nas folhas secas,
estas que voltam revigoradas
no ver de vidas verdes.

Venha sentar ao meu lado,
aliviar o fardo do corpo esguio,
aconchegar na poltrona,
que já não te abraça
com o mesmo furor.

Venha...

Sem mascaras,sem espelhos,
sem mentiras.
Vamos assinar a tela,
esta que o tempo pintou,
a história do nosso...

Velho Amor!

Um comentário: