quinta-feira, 11 de abril de 2013



"Pura-fica-são"

deixe voar sua alma,
essa leve de aura clara,
flutuar na ventania
como uma toalha alva.

dê asas a imaginação,
viaje nas ondas do vento,
ouça sua silenciosa e
melodiosa canção.

sem peso nem pressa,
sem amarras nem pega,
solta na imensidão 
com o vento que não cessa.

branca sem mácula,
decantada e purificada
para ganhar asas,
alienada a qualquer mágoa.

vai tua essência...
teu seu ,teu eu,
depois do purgatório
de suas indecências,

agora...
tudo limpo.tudo apagado.
tu não sois mais...
que um papel branco,
solto la fora. 

Reginaldo

Nenhum comentário:

Postar um comentário